Abra o caixão

Atualizado: 7 de ago. de 2020

POESIA


Eu passo a vida te esquecendo

Esqueço de te beijar

Esqueço de te abraçar

Esqueço de dizer que te amo

Esqueço de perguntar como tu estás

Esqueço de responder a mensagem que me enviaste no dia anterior

Uma vida inteira para proteger

Mas eu esqueço

Agora, devo me afastar para te proteger

Não te beijo para te proteger

Não te abraço para te proteger

Isolo-te para te proteger

Eu fecho o caixão para proteger

Despeço-me sem saber se és tu

Quem está ali lacrado

Passou uma vida e eu esqueci

Como era teu rosto

Como era teu abraço

Sequer posso agora

Abrir o caixão para provar que não te esqueci


 

Cláudia Kunst, produtora cultural e jornalista. Produz shows, bandas e projetos 20 anos. É quase uma workaholic e é apaixonada por música. Adora tatuagens, carros antigos e botas empoeiradas e um pouco de solitude.


A revisão ortográfica deste texto é de total responsabilidade do seu autor ou assinante da postagem publicada. A revista Escape só responde pela revisão ortográfica das matérias, editoriais e notícias assinadas por ela.

36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo