O Nada

TEXTO LIVRE | EXPERIMENTOS LITERÁRIOS

por Romano D'Avila


Um homem miserável e maltrapilho, que parecia muito um indigente, penetrou um dia no palácio do Rei do Faz-de-Conta, na ausência deste, atirou-se sem meias medidas para o trono vazio. Os guardas, adivinhando qualquer coisa de insólito, quiçá sobrenatural, não se atreveram a expulsá-lo. Chamaram o camareiro-mor que acorreu e perguntou ao homem esfarrapado: — Sabes tu que estás ocupando o assento do Rei, que é o Comendador dos Crentes? — Sim, sei. — E sabes quem é o Rei? — Sei e estou acima dele. O camareiro-mor ficou um instante pensando e sem saber o que fazer decidiu chamar o Santo Inquisidor. O inquisidor, um homem habituado a extrair a verdade através dos métodos da retórica e lógica, auxiliado por alguns instrumentos de persuasão de bruxas e hereges, com um ar terrível, alteando a voz, disse: — Perdeste a inteligência por causa da tua pobreza? Não sabes que acima do Rei só há Jesus Cristo? — Sei – disse o desgraçado. — E sabes quem é Cristo? — Sei e estou acima dele. Os guardas parecem escandalizados. Levantam as armas para as abater sobre o intruso que parecia completamente calmo e seguro de si. O inquisidor deteve-os com um gesto e fez uma última pergunta: — Não sabes que acima de Jesus Cristo só há Deus? — Sei – disse o desgraçado. — E sabes quem é Deus? — Sei e estou acima dele. — Acima de Deus? Vês bem o que estás dizendo? Mas nada há acima de Deus. — Eu sei – disse o homem esfarrapado, sem se mexer do trono. — E, precisamente, eu sou esse nada.


Nota: a partir de um conto da Idade Média.
 

Romano D’Avila é historiador e um escritor amador, como ele mesmo gosta de se chamar. Escreve poemas, parábolas e pequenos contos. Seus escritos foram publicados em várias coletâneas literárias em edições independentes.


A revisão ortográfica deste texto é de total responsabilidade do seu autor ou assinante da postagem publicada. A revista Escape só responde pela revisão ortográfica das matérias, editoriais e notícias assinadas por ela.

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo