Capa e páginas ''PROVISÓRIAS'' da edição
Theo Alves.jpg

Theo Alves

COLUNISTA ESCAPE

Acompanhe quinzenalmente a coluna Museu de tudo assinada pelo escritor potiguar Theo Alves.

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram

Nascido em dezembro de 1980, em Natal – RN, cresceu em Currais Novos e é radicado em Santa Cruz, cidades do interior norte-rio-grandense. Escritor e fotógrafo, publicou os livros artesanais Loa de Pedra (poesia) e A Casa Miúda (contos), além de ter participado das coletâneas Tamborete (poesia) e Triacanto: Trilogia da Dor e Outras Mazelas. Em 2009 lançou seu Pequeno Manual Prático de Coisas Inúteis (poesia e contos); em 2015, A Máquina de Avessar os Dias (poesia), ambos pela Editora Flor do Sal. Em 2018, através da Editora Moinhos, publicou Doce Azedo Amaro (poesia). Venceu o Prêmio Nacional Ignácio de Loyola Brandão de Literatura com o conto Por que Não Enterramos O Cão?

Como fotógrafo, dedica-se em especial à fotografia documental e de rua, tendo participado de exposições que discutiam relações de trabalho e a vida em comunidades das regiões Trairi e Seridó. Também ministra aulas de fotografia digital com aparelhos celulares em projetos de extensão do IFRN, onde é servidor.

Museu de tudo

Em minha coluna, dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Vivamus semper fringilla velit, et interdum sapien gravida nec..